Latino-americanos, nossa origem – Série: Origem da língua latina – parte 1

Latino-americanos, nossa origem

‘Latinus’ foi um dos primeiros reis da região do ‘Latium’ na península Itálica há quase mil anos antes de Cristo. ‘Latinus’ unificou muitas tribos, espalhando a semente da, ainda rude, língua latina. Tais tribos ficaram conhecidas como tribos latinas. Como Virgílio narra na Eneida, os latinos foram surpreendidos pela chegada de uma tropa, guiada pelo herói Eneias, que adentrou as terras latinas. Eram os troianos fugidos da lendária cidade de Tróia, destruída pelos gregos. Os latinos, apesar de alguns contratempos, admiraram a força e a história dos guerreiros troianos, acolhendo-os e oferecendo-lhes, mais do que terras, a própria filha do rei, Lavínia, para ser a esposa do líder Eneias. Daqui originou-se a descendência profética, da qual seria fundada uma nova Tróia, a cidade eterna, Roma.

O casamento entre Eneias e Lavínia é o símbolo da fusão entre os povos latino e troiano. É desta união que surge a prole fundarora da lendária cidade de Alba Longa e, por fim, da cidade de Roma, por volta de 753 a.C., tendo Romulus como o primeiro rei da histórica cidade romana.

Desde o período anterior à chegada dos troianos até após a fundação de Roma, a língua permanecente foi o que conhecemos por Prisca Latinitas, “Latim Primitivo ou Antigo”. Os habitantes do Latium que viveram anteriormente à fundação de Roma são chamados de Viri prisci, “Homens do tempo antigo”.

Segundo a classificação de Isidóro de Sevilha, o latim pode ser dividido em quatro classes – Latinas autem linguas quattuor esse quidam dixerunt:

Prisca- Latim do período dos primeiros reis do Lácio (Juno e Saturno) ao período das Carmen Saliare (hinos sacerdotais).

Latina- Período em que a região do Latium estruturava-se a partir da Lei das doze tábuas, “Lex Duodecim Tabularum” (base do direito romano).

Romana– Período do latim clássico.

Mixta- Uma “mistura entre Latim Clássico e Latim Vulgar.

Há outras classificações de divisão da língua latina, mas cabe ressaltar que, apesar das diferenças, não existiu uma barreira linguística suficientemente acentuada para causar um desentendimento completo da variedade linguística. Ou seja, os romanos da época imperial não tinham grandes problemas para compreender os textos mais antigos.

O auge da literatura latina, a Era de Ouro, abrange o primeiro século antes de Cristo, com os consagrados escritores Virgílio, Horácio, Ovídio, Cícero, entre outros. A literatura latina superava, nesta época, a grega. O poeta Propércio, referindo-se à Eneida de Virgílio, escreveu:

nescio quid maius nascitur iliade

‘algo maior que a Ilíada está nascendo’

0 0 votes
Dê sua avaliação
Notificar-me
Notificar de
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Este site usa cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação. Ao navegar neste site, você concorda com o uso de cookies.
Abrir chat
Olá! Tire suas dúvidas aqui!
Olá! Tire suas dúvidas aqui!